Zé Gonçalves defende pagamento do Previne Brasil aos servidores da  saúde e de salários dentro do mês trabalhado.

O sindicalista e vereador Zé Gonçalves cobrou da gestão municipal o pagamento do Previne Brasil aos servidores da saúde, O benefício substitui o antigo PMAQ. De acordo com o parlamentar, os recursos chegaram e se quer uma definição desse pagamento para esses servidores.

O vereador cobrou também o pagamento dos salários dos servidores efetivos da saúde dentro do mês trabalhado. “Com esse projeto que foi aprovado pela Câmara de remanejamento tire-se recursos de uma secretaria para outra para garantir o pagamento desses trabalhadores e trabalhadoras da saúde dentro do mês trabalhado” reforçou.

Professores
Quanto aos professores do município, Zé Gonçalves disse que eles estão perdendo R$ 76,00 por mês porque não está sendo concedida a mudança de nível que deveria ser automático e também as ascensões funcionais, que o valor é bem maior.

“Então eles estão tendo prejuízo nos salários base, na docência e também no quinquênio. Já basta esse ano que o governo Federal não concedeu aumento ao piso salarial da categoria”, reclamou.

Licença prêmio

Zé Gonçalves destacou também a ameaça de perder a insalubridade que ronda sobre os servidores que estão pedindo licença prêmio e estão tirando férias.
“A licença prêmio, como o nome já diz, é um prêmio. Aí você solicita e vai perder a gratificação e ficar só com o salário mínimo?”, questionou.
O parlamentar disse que irá contatar o prefeito Nabor Wanderley (Republicanos) para ter essa discussão em pauta do Sindicato dos servidores.

Classificados no concurso público

O vereador reiterou ainda a necessidade do chamamento dos classificados no concurso público, pois há necessidade de preenchimento de vagas nas diversas secretarias, assumidas por contratados e comissionados em detrimento desse pessoal.