Zé  Gonçalves critica anúncio de grandes obras enquanto que demandas básicas do povo continuam sem serem atendidas

O sindicalista e vereador Zé Gonçalves (PT) reclamou em discurso da sessão remota da Câmara Municipal desta quinta-feira (12) que as demandas básicas, principalmente da área da saúde, continuam com atendimento precário, enquanto se direciona total atenção para anúncio de novas outras obras.

Além da precariedade até para se fazer um simples exame, unidades de saúde continuam interditadas, o Frei Damião, o Laboratório, a UPA do Campo da Liga, o Pronto Atendimento – PA Maria Marques e o CEO – Centro de Especialidades Odontológicas continuam precisando de uma estrutura melhor para atender o povo.

“Os anúncios que são feitos diariamente estão esquecendo justamente das demandas primárias do nosso povo”, reiterou. Zé Gonçalves citou a demora para a realização de um exame, dificultado pelo serviço de regulação, que muitas vezes encaminha para outros centros, procedimentos que podem muito bem ser realizados aqui em Patos.

“Muitas vezes, o político pensa numa grande obra, mas esquece do atendimento primário que o povo não está tendo acesso de forma satisfatória”, disse o mesmo.
Além das demandas simples não atendidas como deveriam, Zé Gonçalves criticou também o anúncio de novas grandes obras, num momento em que mais de 30 obras inacabadas em Patos continuam paralisadas.” Se a gestão conseguissem concluir todas essas obras e funcionar adequadamente o que existe já seria um grande feito”, destacou o vereador.